II Curso de Doulas da Nossa FHMA

“Com o suporte de uma doula, o que era sofrimento pode definitivamente se tornar um momento de empoderamento e de confiança no corpo. A doula não faz parto, mas definitivamente ela faz parte do parto.”

A doula – palavra que vem do grego e quer dizer “mulher que serve” – é a acompanhante de parto, que oferece assistência para a mulher no pré-natal, durante o parto e após o nascimento do bebê. Elas nunca substituem a presença do médico ou do profissional responsável pelo parto, apenas oferecem apoio à mulher e à família.

Em nível nacional, uma nova diretriz instaurada pelo Ministério da Saúde em março 2017,determina que unidades de saúde devem incorporar medidas para tornar o atendimento às gestantes mais humanizado. Isso inclui a presença de doulas, mas depende da implantação em cada município. Assim, as mudanças vêm acontecendo localmente.

Mara, Dr Benício e Juliana.

De Olho na forte tendencia de humanização da prestação de serviços saúde, e focada em seu papel chave dentro da comunidade como agente formadora, a Nossa FHMA, Está realizando,  entre os dias  26 e 30 de Novembro o seu segundo curso de formação de Doulas, voltado ao publico geral (mulheres acima de 18 anos, não sendo necessário, ser da área de saúde), o curso idealizado pelas incansáveis Juliana Noya(coordenadora de enfermagem) e Mara Fernanda(Psicologa), conta ainda com a participação e apoio de vários profissionais da nossa FHMA, a exemplo do médico obstetra Dr Benício Boida, enfermeira obstétrica Carol Silveira e das fisioterapeutas  Camila e Laila. Como grande incentivador da atuação da Doulas na humanização dos partos, o mestre e cirurgião obstétrico, Dr. Benício, Apontou às futuras doulas dessa nova turma, os aspectos técnicos, abordando situações praticas de sua larga experiencia, bem como abriu espaço a participação de todos em um rico momento destinado a troca de relatos e resposta as duvidas de uma platéia atenta e encantada. 

O que uma doula faz exatamente?

Ela pode acompanhar a mulher desde a gestação até o período pós-parto. Durante o parto, fica o tempo todo com a mulher, oferecendo recursos para alívio da dor, como uso do chuveiro quente ou bola de massagem, alternativas e liberdade para movimentos que facilitem a descida do bebê. Ela ajuda também a garantir que as escolhas da gestante – às vezes já documentadas em seu plano de parto – sejam respeitadas.

A presença da doula faz ainda mais diferença, segundo os estudos, em instituições públicas de saúde, que têm alto volume de atendimentos e recursos enxutos.

Além do aumento da qualidade e na grande contribuição para a humanização do atendimento, a presença amigável e constante das doulas produz ainda os seguintes resultados:

• Redução do tempo de trabalho de parto;
• Redução do uso de medicação para alívio da dor
• Redução do índice de cesárea;
• Aumento da taxa de aleitamento materno, exclusivo ao seio;
• Resguardo de um tratamento individualizado personalizado à mulher, fortalecendo-a como cidadã diante do aparato médico-institucionalizado;
• Maior segurança e satisfação da mulher e de seus familiares durante o trabalho de parto e o puerpério, possibilitando singularidade e emoção no momento do nascimento de uma nova vida;
• Incentivo ao resgate da tradição, segurança e simplicidade do parto normal.

 

Author Info

nossafhma

No Comments

Post a Comment